sexta-feira, janeiro 27, 2012

A melhor


“Em vossas jaulas acesas
Mostrando o rubro das presas
Falando coisas do amor
E às vezes cantais uivando
Como cadelas à lua”
(Vinícius de Moraes)





Tu és minha puta preferida
A melhor vagabunda dessa avenida
Nunca preterida, a mais atarefada



Com as mãos...
... Esbanja habilidade
Nessa cidade árida
Sua boca ávida transborda como nascente



Teu corpo exprime sensualidade ardente
Desde que saiu de casa, traz uma história comovente
Agora cale-se e me satisfaça...



... Estou lhe pagando, vamos faça!
Tome garota, estou lhe dando minha matéria
Toque-me e me eleve ao lugar mais alto da platéia



*A Vinícius de Moraes
(19/10/1913 — 09/07/1980).

segunda-feira, janeiro 09, 2012

Quando deparei-me com aquela tempestade em janeiro


A voz da tempestade, em meus ouvidos, ecoou:
Sem acepção, os bons e os maus temerão os dias vindouros!
Ao longe pude ouvi-la e agora, rapidamente se aproximou
Diante desse sonho, desfez-se a nebulosidade nos meus olhos


Quem se alegrará na alvorada?
Resta-me um verso, raio de lucidez na calçada alagada
Não molhe nossas bibliotecas, nossas roupas no varal
Purifique nossos ares, preserve nossos livros, nossas fotografias, nossos filhos


Acene-me, com ramos e ventos suaves, ao final
Vi um menino deslizar pela enxurrada...
... Sem rastro, como a noite negra que passou
Em seu tecido encharcado e gasto, reparava-me


À minha frente, sua face pálida me fitou
Nunca mais me esqueci daqueles olhos desconcertantes
Porque aquele olhar refletido n' água precipitada


Ah meu Deus, fez-me chorar!
Era negro e profundo...
... Era o meu, a me questionar


quinta-feira, janeiro 05, 2012

Mosca na boca


*Letra e vocal: Marciano James
*Cordas: Mestre Edu
*Gaita: Savok Onaitsirk


video



Venha baby
Corte meu bolo
Com a sua faca


Sempre é melhor chorar na rua
Do que no desabrigo do lar
Oh, coitado, era um bom moço
Ah, canalha era um animal

Venha baby
Corte meu bolo
Com a sua faca

É meu aniversário, chame o moribundo
Bem se vê
Não somos desse mundo
Por causa de você querida...
Quantas safadezas deixei de fazer

Venha baby
Corte meu bolo
Com a sua faca

Diante da mesa
Uma mosca rodeia
Rodeia e pousa...
Pousa em sua boca



*Baseado em: Let me put my love into you: AC/DC
*Baseado no livro de contos: "O Espelho Mágico" de Mário Quintana e no filme: "Black Sabbath (1963), com Boris Karloff e Michèle Mercier. Direção: Mario Bava.