quinta-feira, junho 04, 2009

A Desobediência Civil (Breve resenha)


Hoje, na biblioteca da escola, um livro brilhou para mim:
"A Desobediência Civil", de Henry David Thoreau.

Fantástico, reflexivo e muito oportuno, já que estamos vivendo um momento pré-eleitoral.
Nele, logo de cara, encontrei afirmações como:
"O melhor governo é o que governa menos".
Já que o Estado se apossa lentamente do patrimônio do cidadão que acumulou uma propriedade, não valeria a pena acumular posses pois com certeza ser-lhe-iam cobrados os eternos impostos. O Estado peca por "Excesso de Exação".
Ele ainda afirma que:
"Deves viver contigo e depender só de ti, sempre arrumado e pronto para partir e não ter muitos negócios.
Essa visão se torna estranha a nossa compreensão contemporânea, eu, por exemplo acredito no conceito sobre "seres análogos" e não pretendo sair em debandada, mas estou sempre pronto, isso sim.
Em seu livro ele cita Confúcio, que diz:
" Se um Estado for governado pelos princípios da razão, a pobreza e a míséria serão objetos de vergonha.

E, se um Estado não for governado pelos princípios da razão a riqueza e as honrarias serão objetos de vergonha?
Respire e reflita, depois me conte.


Lou James, outono 2009.

Um comentário:

  1. Rir alto de uma ironia sem nexo. Desobedeça a cidadania!

    ResponderExcluir